Campeã da Copa América, goleira Aline Reis visita Projeto Social 9

Foto: Divulgação.

A ONG PS9, recebeu apoio da goleira Campeã da Copa América 2018.

“Enquanto não viajo para Espanha para a pré-temporada com meu novo time, Granadilla Tenerife, a equipe da Portuguesa me convidou para jogar o campeonato Brasileiro com a equipe enquanto estou no Brasil. Foi na Portuguesa que conheci Dayana Dias, uma das minhas companheiras de time”, diz Aline Reis, goleira campeã da Copa América 2018.

Dayana Dias e seu marido, Luiz Souza são fundadores do Projeto Social 9, conhecido como PS9. Localizado na Zona Norte de São Paulo, a ONG atualmente conta com mais ou menos 65 atletas. Dayana conta que quando criança, encontrou muita dificuldade para poder praticar o futebol. A escola incentivava as meninas a praticarem o vôlei, na rua apenas meninos jogavam e nas escolinhas era difícil de achar meninas participando. Por isso sua maior motivação para a criação do PS9 era poder dar mais oportunidades e incentivo para as meninas que gostariam de praticar o futebol e que tinham o sonho de se tornar jogadoras. O projeto também virou um propósito de vida para Day: “Quando perdi meu pai e minha mãe, tinha que arrumar algo para que fizesse minha vida valer a pena então resolvi, junto com meu marido, passar um pouco de esperança para essas crianças que em muitos casos estavam se perdendo em baladas e drogas.”

Aline Reis fala como foi que conheceu o projeto.

“A Day tem muito orgulho do PS9, dá pra ver que ela ama o que faz e se dedica muito às atletas. Assim que entrei na Portuguesa, ela não perdeu tempo já foi me contando a respeito do projeto. Foi ai que surgiu o convite para eu comparecer a um dos treinos, conhecer as jogadoras, dividir um pouco da minha historia e contar sobre a recente conquista da Copa América Feminina pela Seleção Brasileira de Futebol Feminino”, esclareceu.

Aline Reis pode passar um pouco da sua experiência de viva para as jovens atletas e destacou que as melhores coisas em sua vida, foram conquistadas através do futebol.

“A Day pensou que eu quem estava fazendo um favor de ir conhecer o projeto e as meninas, mas ela estava enganada. Eu quem tenho que agradecer à ela pela oportunidade! Foi uma experiência muito gratificante. Recebi tanto amor e carinho daquelas meninas, e sai de la com o coração mais feliz e com a certeza de que toda luta pelo futebol feminino vale a pena. Sempre digo, que as melhores coisas na minha vida, foram conquistadas através do futebol. Tenho plena certeza de que o futebol agrega, de que o futebol transforma, de que o futebol muda vidas”, afirmou Aline Reis.

A goleira Aline Reis, também falou sobre às dificuldades e a importância do projeto.

“Após visitar o treino e conhecer as atletas, procurei saber mais detalhes sobre o PS9. No momento, eles conseguem a ajuda de campos e quadras gratuitos para treinamento. Parte das despesas são supridas através da realização de rifas, bingos, eventos e com doações de alguns colaboradores, o que é de grande importância. Porém não é raro o casal ter que tirar do próprio bolso para arcar com custos de matérias de treino, medicamentos e lanches para jogos. Mesmo com tantos obstáculos encontrados pelo caminho, Dayana e Luiz não se deixam abalar e têm grandes sonhos para o Nove Futsal Feminino. O objetivo de curto prazo é conseguir verba para o time disputar o campeonato Paulista Feminino, que possui muitas exigências e custo alto para muitos times. Mas o projeto vai além disso. O objetivo a longo prazo é expandir o número de atletas no projeto e criar categorias de base para que atletas possam se desenvolver da maneira ideal. Enquanto a Day me contava sobre tudo isso, eu agradecia à Deus por esse casal de amigos realizando esse trabalho maravilhoso e com um potencial muito grande. Uma das maiores deficiências do futebol feminino Brasileiro é a falta de categorias de base, onde meninas jovens possam praticar o esporte com outras meninas, se desenvolver e competir. Sem contar os benefícios que um projeto como esse traz à sociedade. O esporte na infância e adolescência é de suma importância. O projeto Nove é gratuito e dá oportunidade à todos para que possam agregar valores através do esporte em equipe”, ressaltou Aline Reis.

Aline Reis finaliza falando sobre apoio ao projeto e convoca mais interessados em ajudar, há entrar contato através do site.

“O meu objetivo pessoal enquanto permanecer no Brasil é ajudar o projeto no que for possível. Além de me voluntariar para ajudar nos treinos e dividir minha experiência com as atletas, pretendo fazer doações para futuras rifas e divulgar o projeto para o máximo de pessoas possíveis, com o intuito de gerar um interesse maior para patrocínios e doações”, finalizou.

Para conhecer mais sobre o projeto que além do Futsal, agora também conta com o Futebol de Campo, visite o site: www.novefutsalfeminino.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *